A minha alma nunca será atingida. Decidi viver. Prepare-se para a briga!

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Turbilhão sem fim...Ah esse câncer...





Os intervalos entre um post e outro têm ficado maiores, né?

Tem um motivo e vou falar dele. Mas, antes de tudo a pergunta que não quer calar: SERÁ QUE ESSA SENSAÇÃO DE QUE FALTA ALGO, DE QUE O TEMPO PAROU  ,QUE NADA NUNCA MAIS VAI SER COMO ANTES, vai um dia passar?



Deixo este questionamento para o final do post.

Mês que vem faço 6 meses de mastectomizada, 6 meses que rompi uma barreira, 6 meses que minha vida revirou, 6 meses que perdi pessoas, 6 meses que ganhei poucas outras,6 meses que parei de fumar,  6 meses que precisei me fortalecer na marra...

Com os 6 meses vêm junto a revisão oficial, novos exames radiológicos, mamografia, creio que cintilografia, ressonância, tomografia, sangue... Se estou apreensiva? Honestamente não, pelo menos enquanto não chega o dia. Os pedidos do mastologista já estão comigo e agora é só batalhar atrás do plano de saúde que praticamente decretou falência, isso sim tem me preocupado e bastante.

Preciso também marcar o oncologista que também não atende mais pelo plano ( aliás, nenhum médico que consultei ate hoje ) e como eu fico? Tentar pagar a consulta particular e depois entregar nas mãos de Deus. 
Tenho me sentido desamparada por causa disso.

Fui ao ginecologista e fiz meu preventivo e esta semana pego o resultado. Não quero falar do ginecologista agora. Não posso fazer exames mais complexos por agora no que diz respeito a observar como o tamoxifeno tem trabalhado no meu organismo, porque ainda tem pouco tempo que tomo, vamos aguardar mais um pouco pra depois ver como os ossos estão.

Mudando de assunto, esta semana que passou foi crucial em minha vida pessoal, voltei para meu apartamento sozinha com meu filho. Por motivos pessoais e muito fortes precisei sair da casa da minha mãe onde tinha todo conforto e nenhum trabalho doméstico para assumir uma casa, comida, filho e sozinha. Uma escada que tem feito um efeito contrário, as crises de falta de ar têm diminuído. Mesmo com minhas limitações físicas e psicológicas decidi tentar e Deus tem sido muito generoso.

Meu maior temor seria meu filho de 2 anos que nasceu em uma casa enormeeeeeeeee com um quintal enorme para brincar, se acostumar com um apartamento pequeno só comigo dentro. Super apegado a avó, 
Daniel mais uma vez me surpreendeu. Tomou a nossa casa como a casa dele realmente. Claro que ainda está muito recente pra dizer que deu certo, tudo é novidade, ando exausta, por vezes choro com ele e ele me consola ( sei que errado, não me julguem ), mas por vezes é só na frente dele que consigo chorar.por vezes choro sozinha como agora...tenho estado muito emotiva esses dias, não sei se é TPM, não sei se é falta do que eu era, falta da vida que eu tinha, falta do meu pai...tenho sentido muita falta do meu pai.

( Felicidade na casa nova )
                                        ( Nosso primeiro café da manhã na casa nova )
( Criatividade no micro quintal rsrsrsr )
                                                  ( Bagunçando tudo sem dó )
( Eu e meu pai )


Mas, cheguei a conclusão que ele partiu na hora certa, ainda que cedo, pra não ver tanto sofrimento acontecendo.

Não tenho me sentido muito disposta a passear... Sei que preciso romper um pouco isso, mas tenho me esforçado, principalmente pelo Daniel. Preguiça de fazer novos amigos (PRECISANDO E MUITO)..mas, pra isso é necessário tempo pra se dedicar e não ando tendo muito. É egoísta comigo e com alguma pessoa que sinta vontade de se aproximar, mas desiste. Mas  tenho me sentido meio masculina com esse começo de cabelo que ainda não tomou forma e também não é mais uma careca. Falta disposição de sair pra ver e ser vista.

( Antes, durante e agora  quase 6 meses depois )


Sentindo-me pouco atraente...

Ah, não quero que seja um post depressivo, mas também quero ter o direito de me sentir triste sem ter que ficar ouvindo:

- Você superou... Você é exemplo... Você recebeu um milagre... Pense no seu filho...

Ai gente, só quer me sentir mal um pouco e só. Vai passar.

Muita coisa mudando, problemas de âmbito pessoal, familiar, profissional... Mas a vida é assim não é? Não dizem que só o movimento faz a gente ir pra frente? Seja lá o movimento que for só não quero ficar parada.

A grana vai precisar ser racionada, mas como agora a promessa foi feita a meu filho e ele me cobra toda vez que vê na rua ou no clipe do Palavra Cantada...esta semana vou comprar a nossa bicicleta e a cadeirinha...e vamos sair por aí...


Olha, sei que muita gente que me acompanha ou caí aqui de paraquedas em busca de informações sobre câncer de mama quer me ver pra cima sempre, corajosa, forte, massssss...os dias escuros fazem parte deste processo e eu não os renego, aceito, fico quietinha, solitária.

Não quero piedade, as vezes preciso só de alguém que entenda o que não consigo dizer.



Algumas dessas pessoas não estão mais comigo, mas a vida também é assim né? Gente que veio pra ficar, gente que tá de partida... Igual à música...

A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim, chegar e partir...


Beijo e eu volto.


4 comentários:

  1. Andréia, fico feliz que estejam no seu novo cantinho!!! Tô torcendo pra essa fase passar logo e vc conseguir se sentir melhor com vc e o mundo...Recomeçar não é pra qualquer um...força nos novos cabelinhos que logo tomarão forma... ( nem sempre a que queremos, mas enfim... é a vida)kkkkk bjinhos

    ResponderExcluir
  2. Deia querida, somos humanas e os momentos de tristeza fazem parte da vida. Nada a ver com doença e saúde. Passar pelo cancer não faz com que a gente se torne acima do bem e do mal. É somente mais um problema dentre outros que temos na vida, afinal a vida continua e não conheço ninguem 100% feliz, 100% do tempo. Se permita sim se sentir assim pq é a unica forma de passar. Te amo minha amiga :)

    ResponderExcluir
  3. Beijo meninas e obrigada pelo carinho!

    ResponderExcluir
  4. Achei o seu blog hoje, e não consegui parar de lê!!! Vc é fantástica!!! Não permita que ninguém tire essa coragem e determinação que voce é!!! pq vc não tem, vc é!!! bjks pra ti

    ResponderExcluir

Andreia Turra. Tecnologia do Blogger.

© 2011 Caraca! Câncer de Mama..., AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena